Bahá'í Library Online
.. . .
.
Back to Newspaper articles archive: 2003


E se, confirmado pelo Criador, o apaixonado escapar das garras da águia do amor, haverá de entrar no Vale do Conhecimento e sairá da dúvida para a certeza, e volver-se-á da treva da ilusão para a luz do temor de Deus.
 
 

Carta de Dezenove Dias - Mês Sultán/Soberania - 19 de janeiro de 2003

Aos bahá'ís do Brasil

Amigos ternamente amados,

Dentro em breve um novo grande evento estará ocorrendo na Terra Santa, no Centro Mundial Bahá'í, a IX Convenção Internacional Bahá'í, quando um grande número dos membros de cerca de 180 Assembléias Espirituais Nacionais estarão reunidos de 21 de abril a 2 de maio deste ano, em Haifa, Israel, para consultar sobre o desenvolvimento da Causa de Deus em todo o mundo e eleger o Corpo Supremo de nossa amada Fé, para mais um período de cinco anos.

Um fato significativo é que este ano a Casa Universal de Justiça estará completando 40 anos de existência, estabelecida de acordo com as provisões do Kitáb-i-Aqdas e a Última Vontade e Testamento de 'Abdu'l-Bahá. Sentimos que esta ocasião é oportuna para refletirmos sobre a elevada posição do Corpo Supremo de nossa amada Fé. Para isto, vamos compartilhar com os amigos algumas passagens extraídas do livro “Século de Luz”, que faz uma extraordinária referência sobre o significado do surgimento da Casa de Justiça:

“O processo que levou à eleição da Casa Universal de Justiça que foi possível graças ao cumprimento vitorioso dos três estágios iniciais do Plano Divino do Mestre, sob a liderança de Shoghi Effendi certamente constitui a primeira eleição democrática na história.”

“...os bahá'ís precisam basear-se (no contexto da aceitação dos princípios de um governo mundial) para apreciar devidamente a vitória singular que a Causa alcançou em 1963 e que vem se consolidando com o passar dos anos. Um entendimento completo de seu significado está além do alcance da presente geração e talvez das próximas gerações de crentes. Na medida que um bahá'í entender isso, ele ou ela não se refreará na sua determinação de servir aos seus propósitos, propósitos estes que se revelam cada vez mais com o passar dos anos.”

“ Na Casa Universal de Justiça (além de garantir a integridade da Causa) também repousa a autoridade máxima concebida por Bahá'u'lláh para o exercício das funções de tomada de decisão da Ordem Administrativa.”

“Como a Última Vontade e Testamento de 'Abdu'l-Bahá explica, as duas instituições (a Guardiania e a Casa de Justiça) compartilham juntos a promessa Divina de guia infalível. ‘O sagrado ramo, o Guardião da Causa de Deus, como também a Casa Universal de Justiça, a ser universalmente eleita e estabelecida, estão ambos sob o cuidado e proteção da Beleza de Abhá, sob o abrigo e infalível guia de Sua Santidade, o Excelso (seja minha vida sacrificada por ambos). Qualquer coisa que eles decidam é de Deus.’

A Casa de Justiça recentemente informou a todas as Assembléias Nacionais que dois de seus atuais membros, Srs. ‘Ali Nakhjavani e Hushmand Fatheazam, solicitaram permissão para serem liberados como membros do Corpo Supremo, de acordo com sua Constituição. Nesta comunicação a Casa de Justiça destaca que: “...embora lamentando, aceitou o pedido de demissão desses amados membros, os quais têm prestado serviços altamente valiosos na Terra Santa, desde 1961 no caso do sr. Nakhjavani, e desde 1963 no caso do sr. Fatheazam. Eles poderão, desta forma, continuar seus serviços à Causa de Deus livres da pressão inexorável do trabalho no Centro Mundial. Em vista, porém, da iminência da próxima eleição internacional, solicitamos a eles que permanecessem em suas funções até aquele tempo, com o que concordaram prontamente”.

Com relação aos membros da Casa de Justiça, Bahá'u'lláh ressaltou:

“ Aos homens da Casa de Justiça instituída por Deus foram confiados os interesses do povo. São eles, em verdade, os incumbidos por Deus entre Seus servos e os pontos do alvorecer da autoridade em Seus países.”

“...Incumbe aos homens da Casa de Justiça, instituída por Deus, fixarem o olhar, dia e noite, naquilo que irradiou da Pena de Glória para o ensino dos povos, a edificação das nações, e a fim de proteger o homem e lhe salvaguardar a honra.”

Esta é uma excelente oportunidade para cada um de nós avaliarmos a intensidade de nossos serviços à Causa de Deus, na difusão de Seus ensinamentos e trabalhando na construção de Sua Ordem Administrativa, divinamente ordenada.

Com amorosas saudações bahá'ís,

Assembléia Espiritual Nacional dos Bahá'ís do Brasil

©Copyright 2003, Agência Bahá´í de Notícias, Brasil


. . .